top of page

MEDICAMENTO PARA DIABETES PODE DESACELERAR SINTOMAS DE PARKINSON, DIZ ESTUDO

Um medicamento para diabetes pode desacelerar o desenvolvimento dos sintomas de Parkinson, segundo um novo estudo publicado no ‘Novo Jornal Inglês de Medicina’. O Lixisenatida, faz parte da mesma família de compostos semelhantes usados em medicamentos para a diabetes e para a obesidade, como o Ozempic e o Wegovy. Durante 12 meses, os participantes que tomaram LIXIZENATÍDA não apresentaram piora dos sintomas. Mais pesquisas são necessárias para controlar os efeitos secundários da medicação e determinar a melhor dose para a prevenção do Parkinson, mas, para os autores do estudo, esse é um passo promissor no esforço para combater a doença neurodegenerativa.

Imagem: Getty Images/FG Trade

A LIXIZENATÍDA trabalha no receptor do peptídeo GLP-1. A SEMAGLUTIDA, presente no Ozempic e no VEGOUVÍ, também é um composto GLP-1. Estudos anteriores já tinham sugerido que alguns medicamentos com esse composto poderiam retardar os sintomas de Parkinson. Ensaios menores, publicados em 2013 e 2017, sugeriram que a molécula GLP-1 (no EXENATIDA), outro medicamento para diabetes, poderia ter o mesmo efeito. Isso pode estar relacionado ao fato de que esses medicamentos influenciam nos níveis de insulina e glicose no sangue, controlando o diabetes que, segundo estudos já realizados, pode aumentar a probabilidade de desenvolver Parkinson.


Fonte: CNN Brasil 

Adaptação: Gabriela Rodrigues

コメント


bottom of page