top of page

STF CONCEDEU LIBERDADE A 2 MORADORES DO VALE QUE SÃO RÉUS DOS ATOS GOLPISTAS

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, revogou prisões preventivas e colocou em liberdade 162 réus que são acusados de participação nos atos de oito de janeiro. Dois moradores do Vale do Paraíba estão entre os réus beneficiados pelas decisões: Alethea Verusca Soares, de São José dos Campos e Fabrício de Moura Gomes, de Ilhabela.

Nas decisões, Moraes estabeleceu que os dois terão que cumprir medidas cautelares, como o uso de tornozeleira eletrônica, recolhimento domiciliar no período noturno e nos finais de semana, e estão proibidos de usar as redes sociais. Eles também não poderão se comunicar com os demais envolvidos nos atos por qualquer meio, e devem se apresentar ao juízo semanalmente. Os dois não podem deixar o país e terão os passaportes cancelados.

Imagem: Ueslei Marcelino/Reuters

A medida ainda prevê a suspensão imediata de qualquer documento de porte de arma ou certificado de registro para atividades de colecionador de armas, tiros desportivos e caça. A advogada de defesa de Alethea, Dayana Mendonça afirmou que a cliente estava apenas se manifestando pacificamente e que foi presa injustamente. A advogada ainda disse que não foram apresentadas provas que incriminem Alethea e que espera um julgamento justo. Cerca de 128 pessoas seguem presas, 49 detidas nos dias oito e nove de janeiro após os atos, e 79 em operações policiais realizadas nos últimos meses. Moraes considerou que não estava mais presente a possibilidade de reiteração do crime e passou a ser inexistente o risco de interferência na produção de provas. Em setembro, o ministro deve liberar as primeiras ações dos atos golpistas para julgamento no STF e caberá à presidência da Corte marcar a data da análise no plenário.


Fonte: Portal G1

Adaptação: Gabriela Rodrigues

Comments


bottom of page