top of page

MUDANÇAS CAUSADAS PELA COVID LONGA NO CÉREBRO SÃO DETECTADAS EM PESQUISA

Uma nova pesquisa realizada por cientistas do Hospital Universitário de Freiburg, na Alemanha, mostrou, pela primeira vez, que pessoas que tiveram Covid longa demostraram possuir diferenças no cérebro quando comparadas com pessoas que tiveram Covid-19, mas que se recuperaram completamente dos sintomas doença.

Os resultados do estudo foram apresentados no encontro anual da Sociedade de Radiologia da América do Norte, que aconteceu em Chicago. Covid longa é quando as pessoas que passaram pela Covid-19, não se recuperaram completamente dos sintomas da doença mesmo após a fase aguda. Estimativas apontam que de 10 a 25% dos pacientes podem desenvolver a Covid longa, que pode durar meses ou até anos. Os resultados foram obtidos com o uso de uma nova técnica de ressonância magnética, chamada Imageamento de Microestrutura por Difusão.

Imagem: Rau et al

As imagens da pesquisa mostraram que a Covid-19 gerou um padrão específico de mudanças na microestrutura do cérebro em várias regiões. Os padrões são diferentes entre quem teve a Covid longa e quem se recuperou da doença. Os resultados não demonstraram a perda de volume ou outras lesões relacionadas aos sintomas da Covid longa. A pesquisa foi realizada com 173 pessoas: 89 pacientes com a Covid longa, 38 que tiveram Covid, mas se recuperaram dos sintomas e 46 pessoas saudáveis, sem histórico da doença.


Fonte: CNN Brasil

Adaptação: Gabriela Rodrigues


Commentaires


bottom of page