top of page

LEONARDO DA VINCI E OUTROS MESTRES USAVAM OVO NAS TINTAS

Mestres das artes como Leonardo da Vinci, Sandro Botticelli e Rembrandt podem ter usado proteínas, especialmente gema de ovo, em suas pinturas a óleo, de acordo com um novo estudo. Vestígios de resíduos de proteína são detectados há muito tempo em pinturas a óleo clássicas, embora muitas vezes tenham sido atribuídos à contaminação.

Um novo estudo publicado na terça-feira (28) na revista Nature Communications descobriu que a inclusão foi provavelmente intencional – e lança luz sobre o conhecimento técnico dos velhos mestres, os pintores europeus mais habilidosos dos séculos 16, 17 ou início do século 18, e a maneira como eles preparavam suas tintas. Simplesmente adicionar um pouco de gema de ovo às suas obras pode ter efeitos duradouros que vão além da estética. Em comparação com o meio formulado pelos antigos egípcios chamado têmpera – que combina a gema de ovo com pigmentos em pó e água – a tinta a óleo cria cores mais intensas e permite transições de cores suaves, por isso pode ser usada por vários dias após a preparação.

Imagem: Universal History Archive/Getty Images

No estudo, os pesquisadores recriaram o processo de fabricação de tintas usando quatro ingredientes – gema de ovo, água destilada, óleo de linhaça e pigmento – para misturar duas cores historicamente populares e significativas, branco chumbo e azul ultramarino. As reações químicas entre o óleo, o pigmento e as proteínas da gema afetam diretamente o comportamento e a viscosidade da tinta. Usar menos pigmento teria sido desejável séculos atrás, quando certos pigmentos – como o lápis-lazúli, usado para fazer o azul ultramarino – eram mais caros que o ouro.

Uma evidência direta do efeito da gema de ovo na tinta a óleo, ou a falta dela, pode ser vista na “Madona do Cravo”, de Leonardo da Vinci, uma das pinturas observadas durante o estudo. Atualmente em exibição na Alemanha, a obra mostra rugas evidentes no rosto de Maria e na criança. Uma razão para o enrugamento pode ser a quantidade insuficiente de pigmentos na tinta, e o estudo mostrou que esse efeito poderia ser evitado com a adição de gema de ovo. Como o enrugamento ocorre em poucos dias, é provável que Leonardo e outros Velhos Mestres da arte tenham captado esse efeito específico, bem como as propriedades benéficas adicionais da gema de ovo na tinta a óleo, incluindo resistência à umidade. A “Madona dos Cravos” é uma das primeiras pinturas de Leonardo, criada numa época em que ele ainda tentava dominar o então popular meio de pintura a óleo.


Fonte: CNN Brasil

Adaptação: Gabriela Rodrigues


Comments


bottom of page