top of page

APÓS SECA RECORDE, RIO NEGRO VOLTA A SUBIR NO AMAZONAS

O Rio Negro voltou a subir após a maior seca da história. O rio registrou quase 13 metros. Os dados são do Porto de Manaus. A estiagem no Amazonas, considerada a pior da história, levou 60 municípios do estado a decretarem situação de emergência e fez com que comunidades ribeirinhas ficassem ilhadas, já que os rios são as principais vias de transporte para o interior do estado e, com nível baixo, os grandes barcos não conseguem as condições mínimas de navegação.

Imagem: Suamy Beydoun/Agif - Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo

Segundo a Defesa Civil do Amazonas, mais de seiscentas mil pessoas estão sendo afetadas pela falta de chuva. Além da seca dos rios, a estiagem gerou outros problemas. A fumaça causada pelas queimadas na floresta já fez com que a qualidade do ar no município de Manaus, capital do Amazonas, e outras cidades fosse considerada “péssima” pelos serviços de medição.



Fonte: CNN Brasil

Adaptação: Gabriela Rodrigues

コメント


bottom of page